Convite aos Advogados: Anuncie no Consultor em Previdência.

By // Nenhum comentário:
Convite aos Advogados: Anuncie no Consultor em Previdência.

Este blog informa tudo sobre o INSS com publicações sobre os benefícios que estão à disposição dos segurados da Previdência Social. O autor deste blog também mantém o Consultor em Previdência que traz as notícias do INSS, benefícios, formas de contribuições e demais assuntos que afetam a vida dos segurados do sistema previdenciário brasileiro.

Para divulgar o blog é necessário fazer anúncios e, para isso, é preciso que haja receita. Quanto mais divulgação se faça mais as pessoas têm acesso às informações e, com isso, podem ser beneficiadas com tudo o que a Previdência Social oferece de proteção aos cidadãos. Uma das formas de se obter receita é por meio do oferecimento de espaço publicitário.

Considerando que muitas vezes as questões apresentadas nos comentários e nas mensagens enviadas via formulário de contato se referem a assuntos que precisam ser tratados na Justiça, e para isso o cidadão precisa contatar um advogado, resolvi convidar os advogados a anunciarem seus escritórios nos blogs do Consultor em Previdência.

O advogado, ou escritório de advocacia, terá seus dados divulgados em uma página especial criada com o nome ENCONTRE SEU ADVOGADO, classificado por cidade ou região que atende. No final dos artigos ficará um anúncio informando que, quem precisar de um advogado, pode procurar nos classificados do blog.
Encontre seu advogado
Quanto a divulgação que terá é bem ampla, pois temos mais de 24 mil seguidores no Facebook, mais de 7 mil seguidores no Google +, recebemos em fevereiro um total de 104.610 visualizações de página neste blog e 192.522 no blog O Consultor em Previdência.

Convite aos Advogados: Anuncie no Consultor em Previdência.
Convite aos Advogados: Anuncie no Consultor em Previdência.

Existe uma lenda que advogado não pode fazer anúncio de seus serviços, porém encontrei um publicação no site da OAB de Goiás em que afirma que os advogados podem anunciar livremente, a reportagem está publicada neste artigo: Marketing Ético.

Fazer o anúncio é bem simples, é só enviar os dados do escritório, na forma de texto ou banner e pagar o valor de R$ 100,00, via PAGSEGURO, por um ano de exposição na lista classificada. Se ficou interessado convido que acesse a página Anuncie no Consultor e feche o anúncio.

Fórum do Consultor. Pergunte sobre os benefícios do INSS

A importância de conhecer o público que lê os artigos no blog.

By // Nenhum comentário:
A importância de conhecer o público que lê os artigos no blog.

Este artigo foi escrito para atender o desafio publicado no FerramentasBlog em que propõe que se escreva um artigo ensinando alguma coisa para os blogueiros iniciantes. Resolvi participar escrevendo sobre a importância de conhecermos o público para o qual iremos escrever nossos artigos.

Atualmente o acesso à internet se dá por múltiplos equipamentos, no caso desde blog o acesso é feito meio a meio entre os equipamentos fixos, computadores e notebooks, e equipamentos móveis, tablets e smartphones. Considerando a diversidade na forma de acesso sugiro o uso de um template responsivo, que é aquele que facilita a leitura para todos os equipamentos utilizados.

Acredito que todo blogueiro deve definir o público principal a quem irá destinar suas publicações. Definido o público será mais fácil determinar os termos que serão utilizados na produção dos artigos. Neste blog escrevo sobre direito previdenciário, mas o público de destino é o povo em geral, que não conhece termos jurídicos, por isso os artigos são escritos de forma que qualquer pessoa entende.

Quem for escrever, por exemplo, para programadores terá que usar termos técnicos e muito bem fundamentado, pois o público será especializado e conhecedor do tema tratado e não terá interesse em assuntos genéricos. Da mesma forma se um programador for escrever para blogueiros novos, que não tenham conhecimento técnico, terá que usar linguagem acessível e dar exemplos práticos e de fácil visualização.

Outro fato que gostaria de salientar é sobre o que entendo por um artigo de qualidade, pois os blogueiros que dão dicas sempre destacam que isso deve ser uma busca frequente. No meu entender há duas formas de qualidade em um artigo, uma quanto a grafia, que deve seguir o português culto, e outra quanto ao conteúdo. O artigo terá qualidade se traz uma informação correta de forma que satisfaça o que foi buscado pelo leitor.

Espero ter atingido o objetivo de informar, aos blogueiros iniciantes, sobre a importância de definir a quem serão destinados os artigos e, com essa informação, preparar os artigos em linguagem apropriada, de forma que seja entendido e alcance o objetivo pretendido.

Fórum do Consultor. Pergunte sobre os benefícios do INSS

O que é período de graça, carência e fato gerador em benefícios do INSS.

By // 2 comentários:
período de graça, carência, fato gerador

As pessoas em geral têm dificuldade em entender o que cada palavra usada pelos órgãos públicos significam e em que lhes afetam. Neste artigo será explicado o que significa e quando são usadas, pelo INSS, as palavras: período de graça; carência e fato gerador.


O cidadão brasileiro precisa ser inscrito na Previdência Social e contribuir mensalmente para ser considerado segurado. Além de ser segurado o requerente tem que estar em dia com suas contribuições ou estar no período de graça, tem que ter cumprido a carência exigida, para o benefício que procura e ter ocorrido o fato gerador, para requerer qualquer benefício.

Para fins de benefício o significado de período de graça, carência e fato gerador é:

Período de graça - é a quantidade de meses em que o segurado fica sem contribuir sem perder a condição de segurado. No período de graça o segurado tem direito aos benefícios mesmo sem estar contribuindo mensalmente. Exemplo: em geral os segurados mantém a qualidade de segurado por 12 meses. Saiba mais lendo o artigo: O que é qualidade de segurado e como mantê-la.

Carência - é a quantidade de mensalidades exigida para cada tipo de benefício. Sem ter cumprido a carência o segurado não terá direito ao benefício requerido. Exemplo: aposentadoria por idade- 15 anos de contribuição; auxílio-doença- 12 meses de contribuição e pensão por morte- 24 meses de contribuição. Saiba mais sobre carência neste artigo: O que é carência para fins de benefício no INSS.

Fato gerador - é a situação que estabelece, ou limita, o direito ao benefício. Exemplos: aposentadoria por idade- atingir a idade mínima de 65 anos, para os homens, e 60 anos, para as mulheres; auxílio-doença- ficar incapacitado para o trabalho; pensão por morte- ter ocorrido óbito do segurado instituidor e salário-maternidade- ter ocorrido o parto ou ter o médico indicado o início da licença até 28 dias antes do parto.

Quando o INSS indefere um pedido de benefício o motivo é indicado na carta que comunica a decisão. O requerente deve observar qual o real motivo para, em caso de recurso, saber o que terá que argumentar ou provar. Exemplo: um segurado requerer um benefício de auxílio-doença, faz perícia que comprova a incapacidade e, mesmo assim, o pedido é negado. Nesse caso o fato gerador está correto, no entanto pode ser que o requerente não tenha cumprido a carência ou não estava no período de graça, ou seja, tinha perdido a condição de segurado.


Caso tenha alguma dúvida sobre este assunto convido que faça sua pergunta que terei prazer em responder.

Fórum do Consultor. Pergunte sobre os benefícios do INSS
Popular Posts