QUERO DOAR R$ 20,00

sexta-feira, 5 de junho de 2015

// // 106 comments

As regras do Auxílio-doença na Previdência Social.

As regras do Auxílio-doença na Previdência Social.

Neste artigo o Consultor Previdenciário vai tratar do auxílio-doença previdenciário, quando pode ser requerido, quem tem direito, quais as regras para haver direito e quais os documentos e procedimentos para requerer.

1 - O que é auxílio-doença previdenciário:

O auxílio-doença é o benefício que o cidadão, segurado do INSS, poderá requerer quando ficar incapacitado para o exercício de sua atividade por doença ou acidente, tanto o acidente de trabalho como o de qualquer natureza. O requerente será submetido à perícia médica, por parte do INSS, que definirá se há, ou não, direito e por quanto tempo.

2 - Como pedir:

O segurado pode registrar o pedido do benefício pelo telefone 135 ou pelo site da Previdência Social. Pela internet o segurado poderá preencher o formulário com os seus dados e comparecer na agência de atendimento do INSS no dia e horário agendado com os documentos necessários. O formulário on-line poderá ser preenchido por qualquer pessoa, mas caso seja empregado, deverá ser assinado e carimbado (carimbo CNPJ) pela empresa. Faça agora o seu pedido pela Internet

Caso não possa comparecer à perícia médica no dia marcado, o segurado poderá solicitar a remarcação, uma única vez, até três dias antes da data agendada, por meio da Central de Atendimento 135.


3 - O que é exigido para que haja direito:

O cidadão que vai requerer este tipo de benefício, deverá, no mínimo, possuir os seguintes requisitos:

- 12 meses contribuição (carência)

- Isento para os casos de doenças graves e acidentes.

4 - Documentos necessários:

- Para ser atendido nas agências do INSS, no mínimo deverá ser apresentado um documento de identificação com foto e o número do CPF.

- No dia da perícia, deverão ser apresentados ainda:

a - Segurado empregado (urbano/rural): documentos médicos que indiquem a causa do problema de saúde, o tratamento médico que foi indicado e que deverá ficar afastado do trabalho por mais de 15 dias (podendo ser dias intercalados dentro do prazo de 60 dias);

b - Segurado Empregado Doméstico, Trabalhador Avulso, Contribuinte individual, Facultativo, Segurado Especial e Desempregado: documentos médicos que demonstrem a causa do problema de saúde, o tratamento médico que foi indicado e que deverá ficar afastado do trabalho/atividade por qualquer período.

c - Consulte outros documentos que podem ser apresentados.

5 - A classificação do benefício de acordo com o tipo de incapacidade:

O Auxílio-doença, no momento da avaliação médico-pericial, poderá ser classificado como "comum" ou "acidentário". Entenda quais são as diferenças:

a - Comum: 

- Abrange a todos os tipos de segurados do INSS.

- Já deverá ter cumprido a carência necessária para poder ter direito ao benefício, exceto nos casos de doenças isentas de carência.

- Quando retornar ao trabalho, não haverá estabilidade no emprego, caso seja empregado.

- A empresa não é obrigada a depositar o FGTS no período em que o trabalhador ficar afastado recebendo o benefício pelo INSS.

b - Acidentário:

- Abrange somente o empregado (exceto a doméstica), o trabalhador avulso e o segurado especial.

- Não há período de carência a ser cumprido, mas já deverá estar na qualidade de "segurado do INSS".

- Quando retornar ao trabalho, haverá estabilidade no emprego, ou seja, não poderá ser demitido pelos próximos 12 meses.

- A empresa é obrigada a continuar depositando o FGTS no período em que o trabalhador ficar afastado recebendo o benefício pelo INSS.

A perícia médica do INSS, poderá classificar o auxílio doença como "acidentário", com base na CAT - Comunicação de Acidente de Trabalho ou com base no NTEP - Nexo Técnico Epidemiológico.

A CAT é o documento oficial de comunicação de um acidente de trabalho, que pode ter ocorrido dentro da própria empresa ou até mesmo fora dela (no trajeto casa x trabalho ou vice-versa por exemplo).

O NTEP se refere ao vínculo da Classificação Internacional de Doenças - CID com a atividade desempenhada pelo trabalhador e poderá ser aplicado pela perícia médica do INSS em casos que não houve emissão da CAT mas ficou evidenciado que a doença ou o agravamento dela, se deu em função das atividades exercidas pelo trabalhador na empresa.

6 - Outras Informações:

- O segurado empregado (exceto o doméstico) terá direito ao auxílio doença a partir do 16º dia de afastamento. Os primeiros 15 dias são de responsabilidade da empresa/empregador. Nesses casos, o pedido de Auxílio-doença poderá ser feito desde o primeiro dia de afastamento caso o empregado já tenha documentos médicos que indiquem que ficará mais de 15 dias afastado.

- Se o pedido de Auxílio-doença do empregado (exceto o doméstico) não for feito até o 30º dia da data do afastamento, o INSS fará o pagamento do benefício somente a partir da data em que o pedido foi protocolado.

- Para os demais segurados, inclusive o doméstico e o trabalhador avulso, o pedido do benefício deve ocorrer a partir da data do início da incapacidade. Para estes casos, se o pedido do benefício não for feito até o 30º dia do início da incapacidade, o INSS fará o pagamento do benefício somente a partir da data em que o pedido foi protocolado.

- O requerimento de auxílio-doença somente poderá ser cancelado na Agência do INSS em que a perícia médica foi agendada.

- Caso não consiga concluir o requerimento pela internet, entre em contato com a Central de Atendimento, pelo telefone 135.

- A incapacidade para o trabalho deve ser comprovada através de exame realizado pela perícia médica da Previdência Social. O não comparecimento na data prevista para a perícia implica no indeferimento e arquivamento do pedido.

Saiba como é feito o cálculo da renda mensal deste benefício lendo o artigo: Como o INSS calcula a renda mensal do auxílio-doença.

Caso tenha alguma dúvida acesse o Fórum do Consultor Previdenciário e faça sua pergunta que será respondida o mais breve possível.

Fórum do Consultor Previdenciário

QUERO DOAR R$ 10,00

106 comentários:

Rosana Gouvea disse...

Como faço para ver no internt se foi aprovado meu auxilio doença.
Obrigada.

Catarino Alves disse...

Rosana
Siga este link: http://www.aposentadorias.net/2013/11/como-consultar-pela-internet-se-um-beneficio-do-inss-foi-concedido.html

Sueli Bellomi disse...

Boa noite Catarino,

Minha filha sofre de enxaqueca crônica, mas não diagnosticada através de exames. Já passou por todos os tipos de médicos e usou todos os tipos de remédios que não resolveram o problema. Fato é que sua vida ficou parada em todos os sentidos (profissional, social e até em relacionamento). Os médicos (todos) dizem que ela não tem direito ao auxílio doença, pois não tem como provar a sua incapacidade. Agora ela adquiriu também uma sinusite o que acabou por piorar ainda mais o seu quadro.

Hoje ela não trabalha, não estuda, não viaja e bem pouco consegue sair com as amigas.

Gostaria de saber se procede o que os médicos dizem que ela não tem direitos.

Aguardo uma resposta, desde já sendo muito grata pelo esclarecimento.

Att,

Sueli

Catarino Alves disse...

Sueli
Se ela não trabalha é provável que não seja segurada, veja os detalhes no artigo para ver quem tem direito oou não.

vanusa bombom disse...

Quem paga taxas do MEI(microempreendedor individual) e também trabalha de carteira assinada e sofre um acidente fazendo um serviço particular pode requerer dois beneficios??

Catarino Alves disse...

Vanusa
MEI não pode trabalhar com carteira assinada, se trabalha não pode ser MEI e esta jogando dinheiro fora.

Jenerson disse...

Sofri um acidente de trabalho dia 05/06/2015, o médico me deu um atestado de 35 dias, neste caso a empresa me paga 15 ou 30 dias? Marquei minha pericia dia 23/06/2015 como fica o meu caso com essa mudanças na lei?

Catarino Alves disse...

Jenerson
A empresa paga 15 dias, se pagou 30 poderá se ressarcir com o INSS.

Jenerson disse...

Sofri um acidente de trabalho dia 05/06/2015 e o médico me deu 35 dias de atestado, neste caso a empresa deve me pagar 15 ou 30 dias? Marquei a pericia dia 23/06/2015 para o dia 16/07/2015, o perito me afastou até 15/08/2015, e no extrato do benefício o INSS está me pagando à partir de 06/07/2015, quem devo procura para receber o período entre 20/06/2015 à 05/07/2015?

Catarino Alves disse...

Jenerson
Tem que ir ao INSS ver o que houve.

sasa,rara e lulu disse...

OI BOA NOITE, MORO EM CONTAGEM E FIZ UMA CIRURGIA DE HISTERECTOMIA ABDOMINAL TOTAL , E A MÉDICA PEDIU MAIS 7 DIAS DE PRORROGAÇÃO MAIS O PERITO NÃO ME DEU ALEGANDO QUE NÃO TINHA LAUDO E QUE O QUE O INSS DAVA ERA SOMENTE AQUELE PRAZO,FIQUEI MUITO DECEPCIONADA POIS AINDA SINTO MUITA DOR E OS MEUS PONTOS AINDA NEM TINHA CAÍDO.

Catarino Alves disse...

Pode tentar um pedido de reconsideração.

Os menores nois que saber disse...

Fiz cirurgia 28/07 e meu médico mim deu, 45 dias de atestado!só que a pericia foi marcada pro dia 26/10 pois o inss está de greve,o inss me pagar também esse período que vou está sem atestado esperado a pericia?

Catarino Alves disse...

Sim, vai receber todo o periodo.

Ericka Almeida disse...

Boa noite...Estou desempregada á quase dois anos e sofrir um acidente onde irei fazer uma cirurgia no calcanhar pois quebrou, irei precisar de repouso absoluto e por um período.Eu já trabalhei com registro na CTPS e meu último emprego foi em 02/2014.Tenho direito á auxílio doença?

Catarino Alves disse...

Ericka
Não tenho como responder, leia o artigo que verá os detalhes.

Unknown disse...

Qual o prazo estabelecido pelo o INSS para liberar o pagamento do benefício (auxilio-doença), depois da realização da perícia, caso o pedido seja concedido?

Catarino Alves disse...

Normalmente demora 15 dias para o crédito ir ao banco.

Alessandro Rosseti Rosseti disse...

Tenho mei a 3 anos não pago a 10 meses tenho Direto ao auxílio doença?

Unknown disse...

bom dia ,sofri um acidente de moto,entrei no inss no acidente de trabalho com o codigo 91, o acidente foi 06/05/2015, o perito me deu ate 06/09/2015.Entrei com pedido de prorrogaçao,foi marcado para o dia 19/10/2015.Minha duvida;devido a greve do inss,se eu nao for atendido nessa data continuarei recebendo o beneficio ate ser marcado nova pericia ou so receberei apos passar por nova pericia?

Catarino Alves disse...

Até o dia da perícia deve receber, depois não se sabe, pois devido a greve pode ocorrer qualquer coisa.

Catarino Alves disse...

Alessandro
Se tem 12 meses pagos e não ficou sem pagar por mais de 12 meses terá direito.

Ivan C.C disse...

Olá Sr Consultor, estou no auxilio acidente de trabalho e minha alta programada está datada em 25/08/2015, mais estou com os laudos que preciso continuar afastado do trabalho, marquei meu pedido de prorrogação no 135 para 02/09, fui na agencia mas estava em greve, liguei no 135 novamente e remarcaram pra 02/10 a perícia. Minha pergunta é: ficarei sem receber meu benefício até conseguir fazer a perícia( e se for deferido) ou o inss é obrigado a ir me pagando até que acabe a greve e posso fazer a bendita perícia?

Catarino Alves disse...

Ivan
Isso eu não sei, pois greve não tem regras, sugiro que veja no 135

Unknown disse...

Dr Catarino boa tarde, gostaria de um esclarecimento.
Em janeiro desse ano sofri uma queda da ambulância do pronto socorro onde trabalho como técnica de enfermagem. Tive um atestado médico de 18 dias, foi feita a abertura do CAT, enfim todos os procedimentos para iniciar meu afastamento e concessão do auxílio doença. Até aki td certo. Em junho meu benefício foi cessado, mas ainda continuei incapacitada, pois as 22 sessões de fisioterapia para o braço machucado, ainda não haviam sido agendadas. Então solicitei uma prorrogação, que foi aceita até 23/07/2015. Como ainda não comecei as sessões de fisio que foram agendadas para o final de novembro (acredite se puder...), solicitei uma nova prorrogação, que está agendada para perícia dia 23/09/2015. Minha dúvida é..nesses dois meses, não recebi o pagamento, o INSS alega que preciso passar com o perito novamente para posteriormente eles avaliarem se irão ou não pagar os meses não recebidos por mim. O que devo fazer?
desde já grata
Cris Mariano

Catarino Alves disse...

Não tem o que fazer além de esperar o dia da perícia, pois se cessou só poderá ser reativado após a perícia, veja que os peritos estão em greve, por isso tem que ver se irão atender no dia marcado.

Nathalia Borelli disse...

Boa noite Dr Catarino
Estou desempregada e no meu último mês de auxilio desemprego
Porém sofro com uma escoliose grave e com fortes dores
Com a sua experiência o sr acha que eu possa entrar com o auxilio doença no INSS devido esse meu problema?

Obrigada
Nathalia...

Catarino Alves disse...

Nathalia
Não tenho como opinar em matéria médica.

alyson bruno disse...

Boa noite, fui hoje dia 21 para o retorno da perícia médica que encerrou dia 18 de setembro mais os peritos estão em greve e lá fui atendido e remarcado para o dia 13 de novembro, como meu benefício era só até dia 18 de setembro e minha perícia estava marcada para hoje minha dúvida é: continuarei recebendo o benefício normalmente na data que recebi que era no dia 18 de cada mês ou serei cortado do benefício até o dia 13 de novembro recebendo os dois meses acumulados de outubro e novembro juntos como fui informado pelo inss ? desde já agradeço pela atenção.

Catarino Alves disse...

Alyson
Normalmente o INSS segue pagando, mas em época de greve nada é garantido.

jarita disse...

Olá gostaria de tirar uma duvida sobre minha situação.
Eu fiz uma cirurgia dia 6 de abril e peguei um atestado de 50 dias .Porem só dei entrada no inss dia 18 de maio por falta de informação.antes de ser chamada para pericia o inss entrou em greve e eu até hj estou sem saber da minha situação ,se vou receber ainda os 20 dias que a empresa não cobre .voltei atrabalhar assim que acabou os 50 dias do atestado ,mas meus holerites estão vindo zerados .
eu tenho chance ainda de receber esses 20 dias ,?

Catarino Alves disse...

Jarita
Se pediu em 18 de maio essa será a data inicial do benefício, caso seja concedido. A empresa paga os primeiros 15 dias, leia o artigo que tem mais detalhes.

jackeline maciel disse...

olá meu irmão sempre pagou pensão alimentícia para o filho e descobriu que o filho é aposentado através do loas desde de pequeno nesse caso pode suspender a pensão alimentícia que foi determinado em juízo hoje o filho tem 20anos faz faculdade publica..

desde já agradeço

Catarino Alves disse...

Jackeline
Ele tem que pedir ao juiz e alegar que o filho não precisa por estar protegido pelo Governo

aparecida disse...

Bom dia, fiz perícia no dia 29/09/2015 e a períta disse que era pra ligar no 135 depois das 14 hrs, liguei e não tinha informação e a telefonista falou que vem uma carta de 15 à 20 dias quero saber se for negado o auxilio eles vão me pagar até o dia que chegar essa carta.

Catarino Alves disse...

Aparecida
Se for negado não recebe nada.

andreia santos disse...

como saber se tenho direito sofri um acidente de onibus eu nao ando e nao posso mais trabalha

Catarino Alves disse...

Andreia
Isso só você pode saber, leia o artigo e veja o que é preciso.

Vanessa disse...

Boa tarde fiz uma cirurgia de retirada de vesícula convencional, o hospital público que fiz a cirurgia so me deu 15 dias marquei a perícia pra 36 depois do termino do meu atestado irei receber esses dias até a perícia?

Catarino Alves disse...

Vanessa
Sim vai receber, porém somente de pois da perícia feita.

Ester Dantas Ferreira.....,.....................,......................... disse...

Bom dia fiz uma cirurgia de períneo e o médico me afastou 40 dias minha perícia foi marcada no dia 21/10 só que está de greve e remarcou para 28/01 2016 se eu não voltar a trabalhar até lá eu recebo esse 5 meses eu não estou com condições a trabalhar..

Vanessa disse...

Muito obrigada

Catarino Alves disse...

Ester
Recebe todo o período, pois a demora é culpa do INSS.



R.R. FRANCISCO disse...

Olá sr. Catarino,

Estou recebendo auxílio-doença devido um acidente de carro. Receberei o benefício até o dia 19 de novembro, quando então devo fazer nova perícia para prorrogação do mesmo. Acontece que liguei hoje para agendar essa perícia e ela foi marcada somente para 15 de fevereiro de 2016.
Como ficará meu benefício nesse caso? Continuarei recebendo até a data da próxima perícia ou vão cessar o meu benefício?!

Obrigado pela atenção,
Rodrigo Rossi Francisco RJ

Catarino Alves disse...

Rodrigo
Segue recebendo até a data da perícia.
Portal do Conhecimento Previdenciário

Unknown disse...

Olá, fiz uma cirurgia de apendicite e o médico me afastou por 30 dias, porem a pericia só foi marcada para o dia 15/01/16, até lá ja me informei que vou ficar sem receber, meu atestado era do dia 21/10 ate 20/11, quero saber se posso cancelar a perícia e não me encostar pelo INSS, porque prefiro perder 15 dias sem receber do que ficar ate a metade de fevereiro/16 sem 1 real no bolso. Agradeço a atenção.

Catarino Alves disse...

Pode sim, mas tem que pedir um novo atestado com prazo de 15 dias para mudar na empresa.

marcelly251 disse...

Bom gostaria de saber quanto vou receber do meu encosto por doenca trabalhista ,pois e o meu ultimo salario foi de 1500,00 ?

Catarino Alves disse...

Marcelly
Para saber sobre isso veja este artigo:A renda inicial no Auxílio-doença, um exemplo prático

Ana Barros disse...

Boa noite Catarino,tudo bem com o Senhor?
Por favor se puder me esclarecer uma dúvida
TRABALHEI EM UMA EMPRESA DURANTE 8 ANOS E ELA PAGOU O INSS DIRETINHO,SAI DESTA EMPRESA FAZ 2 ANOS,IREI AGORA RECOLHER INSS COMO BAIXA RENDA (5%) SERA DEPOIS DE QUANTO TEMPO PODEREI CASO PRECISE PEDIR O AUXILIO DOENÇA (S/N)?
SERA QUE PODEREI PAGAR O RETROATIVO A 8 MESES? perdão li seu post mas não consegui entender....
DESDE JA AGRADEÇO... DEUS abençoe

Catarino Alves disse...

Ana
Pagar 5% tem que ter registro na prefeitura e não ter nenhum renda, senão é dinheiro jogado fora. Não pode pagar atrasados e se já está doente não adianta pagar que o INSS não aceita.

patricia neves disse...

Oi peguei 4 atestados médicos, somando-se 22 dias por ameaça de aborto. Dia 12/11 foi o último dia mas minha perícia foi marcada para dia 17/12. Tenho que pegar mais atestados pra levar pra empresa???

Catarino Alves disse...

Patricia
Não precisa, na empresa só precisa apresentar o de 15 dias iniciais.
O Cálculo da renda mensal dos benefícios do INSS

Meiri Oliveira disse...

Boa noite, trabalhei em uma empresa por 22 meses, fui demitida em Junho deste ano recebi seguro desemprego pego a última parcela este mês , em Julho fiz uma cirurgia bariátrica e não sabia dessas informações, tenho um atestado de 60 dias, posso ainda requerer o auxílio? Influência eu ter pegado seguro desemprego?

Encantadaporleonetta Blanco disse...

Gostaria de um esclarecimento
Sou cozinheira e estou com um problema sério na coluna comprovado por exames médicos particulares, durante 6 meses recebi auxílio doença e depois a perícia do Inss cancelou meu beneficio alegando já estar apta para trabalhar.Entrei com recurso e foi indeferido.
Voltei a trabalhar e com isso minha situação piorou ao ponto de ter sido demitida, fazer novos exames e constar minha incapacidade laboral.
O que devo fazer, tentar novamente o auxílio doença, ou requerer direto minha aposentadoria por invalidez? Se possível me indique os passos que devo seguir.
Desde já agradeço!

Catarino Alves disse...

Meiri
Não pode, pois se recebeu seguro desemprego não tem direito ao benefício, pois não pode receber os dois.

Catarino Alves disse...

Não tem como pedir aposentadoria, pode tentar o auxílio-doença.

patricia neves disse...

Muito obrigada pelo retorno.
Tenho mais uma duvida. Depois dos atestados de ameaça de aborto, infelizmente descobrimos que o embrião havia parado de se desenvolver, como esse processo todo de descobrir que estava grávida até acontecer o aborto durou mais ou menos 30 dias eu não peguei nenhum laudo médico pra levar para o INSS pois meu convênio só permitir consulta com o mesmo médico 2 vezes no mês e eu precisei me consultar praticamente toda semana pra saber como estava indo minha gestação, então fiz consultas com obstetra difente. Guardei todos os exames de ultrassom e também os prontuários das vezes que fui ao hospital. O médico da empresa me deu um documento pra levar para o INSS e DP da empresa também me deu uma declaração. Com tudo isso, ainda preciso pegar um laudo com médico??????

Cecília Alves disse...

Bom Dia, tirei atestado de 90 dias de auxílio doença. A partir de 14/09/2015, a perícia foi marcada para o dia 05/11/2015, mas quando chegou o dia o médico perito estava de licença e não havia um substituto, então a perícia foi remarcada para o dia 07/01/16. O atestado de 90 dias vence dia 14/12/15, mas a empresa não quer aceitar o meu retorno ao trabalho antes do dia da perícia. O que acontecerá? O inss me pagará pelo atraso?

Catarino Alves disse...

Cecília
Não precisa se preocupar que o INSS terá que pagar todo o período, mesmo que exceda o prazo do atestado.

Catarino Alves disse...

Patrícia
Não sei sobre esse assunto.

silvanei disse...

ola fiz uma cirugia e o medico me deu 60 dias de afastamento foi marcada a pericia e fiu a pericia so que o medico estava de greve e foi marcada uma nova pericia so que ate la ja vai passar mais 10 dias alem dos 60 dias o que devo fazer voltar a trabalhar ou esperar a nova pericia e vou receber esses dias a mais

Catarino Alves disse...

Sivanei
Tem que esperar e recebe todo o período.

Erica disse...

Dr. Catarino,bom dia. Tive uma perícia agendada pela empresa em que trabalho para o dia 30/07/2015, porém com a greve do INSS essa perícia foi remarcada 3 vezes, sendo realizada apenas no dia 22/12/2015. O perito que me avaliou como apta a partir de agosto/15. Questionei como pode me avaliar para trás e como ficam os meses em descoberto. Ninguém sabe me explicar. Está certa essa decisão do perito? O que devo fazer?

Catarino Alves disse...

Erica
Não esta certo, teria que conceder até o dia da perícia, pode pedir revisão.

Jessica Röpke disse...

Olá consultor. Tenho uma dúvida.
Sofri um acidente de trânsito em junho de 2015 e, desde então, estou afastada do trabalho.
Sou instrutora de idiomas (professora) e, por isso, é essencial estar em pé na sala de aula para explicar a matéria, interagir com os alunos e, o mais importante, escrever no quadro.
No acidente, houve fratura na fíbula e rompimento de LCP. Se eu ficar mais que 10min em pé, meu pé incha e dói MUITO. Mas já me sinto bem para retornar ao trabalho, apenas preciso permanecer mais tempo sentada em sala de aula.

Como não foi acidente DE TRABALHO, e sim fora do horário, gostaria de saber se o perito do INSS, ao me avaliar, pode mudar o número do meu benefício. De B31 para B91 ou algo assim.
Meu advogado disse, também, que se meu benefício mudar, posso passar a receber metade do valor do meu benefício mensalmente.

Essas minhas dúvidas, são verdades?

Fico no aguardo.

O Consultor em Previdência disse...

Jessica
Se o acidente não foi de trabalho o perito não pode mudar. Outro fato que não tem nada a ver com isso é se ao ter alta ficar com sequelas que dificultam o trabalho o perito pode conceder o benefício de auxílio-acidente.
Faça uma DOAÇÃO de qualquer valor e ajude este blog a se manter

Patricia disse...

Boa tarde... Tive um câncer e estava recebendo auxílio doença, que expirará em março agora, se eu for trabalhar por contrato para o estado sem carteira assinada. Perderei o último mês do benefício? Patricia Curitiba

O Consultor em Previdência disse...

Patrícia
Não pode trabalhar de jeito nenhum, é fraude contra a Previdência, se vai trabalhar tem que pedir a cessação antecipada.

Douglas Farias disse...

Boa tarde Catarino,

Sofri um acidente de trabalho no dia 01/12/2015 e fui afastado por 30 dias, minha perícia foi marcado para 10/03/2016, pois os peritos estavam de greve. Me recuperei antes da perícia e fui ao médico do trabalho e ele não aceitou eu retornar ao trabalho sem antes passar pela perícia, a pergunta é: eu irei receber o auxílio-doença ate a data da perícia mesmo já recuperado da lesão?

O Consultor em Previdência disse...

Douglas
Sim tem que receber até a perícia, pois o atraso e culpa do INSS.

DOE UM PEQUENA QUANTIA AO BLOG

Lya Queen disse...

Bom dia Catarino.
Com pouco mais de 1 mês de trabalho registrado, o meu genro sofreu um acidente em casa e foi afastado e orientado a dar entrada no auxílio-doença.
A perícia foi agendada para meados de fevereiro e foi indeferida, ele remarcou.
Ocorre que ele adquiriu líquido sinovia, conhecido como água no joelho, o que o impossibilitou de locomover-se. Repouso absoluto durante o tratamento e mesmo assim, talvez necessitaria de sessões de fisioterapia ou cirurgia.
Enfim, ele está há quase 5 meses afastado por indicação médica, sem nenhuma fonte de renda e lhe foi negado o pedido.
Se a 2ª perícia for dada como indeferida novamente, como ele deve agir?
Não é correto negar o benefício, afinal, ele não trabalhou por impedimento.
Agradeço se me tirar essas dúvidas.
Lya

O Consultor em Previdência disse...

Lya
Depois da perícia ele pode procurar um advogado e ver o que pode ser feito.

Thais a m disse...

Gostaria de esclarecer uma duvida fiz uma pericia foi concedido o beneficio e visualizei a carta de concessao pela internet e diz o seguinte:comunicamoscq lhe foi concedido o aux doenca requerido em23/11/2015 com renda mensaal de 880 e inicio de vigencia de 01/02/2016. Nao seria o correto a vigencia desde o requerimento e data de laudos e receitas apresentados na pericia?

O Consultor em Previdência disse...

Thais
Tem direito desde o pedido inicial, terá que ir ao INSS e pedir a alteração, pois com a greve tem havido muito erro.

Rachel Facchini disse...

Preciso tirar uma dúvida. Meu irmão trabalhou até maio do ano passado e entrou com pedido de auxílio doença após ser demitido. O auxílio foi concedido retroativo a data q ele agendou no 135 até o fim de março. Se ele arrumar um emprego de carteira assinada em março ele receberá o q tem direito pois desde o ano passado q a perícia está agendada e visto q ano passado ele ainda estava doente?

O Consultor em Previdência disse...

Raquel
Se ele arrumar emprego não pode receber o mês de março, só se for depois da data final do benefício.

O Consultor em Previdência disse...

Raquel
Se ele arrumar emprego não pode receber o mês de março, só se for depois da data final do benefício.

Daniel Carbone disse...

Olá consultor trabalhei até primeiro de dezembro de 2015 minha perícia só foi marcada para 11 de maio de 2016 esse período eu fiquei sem a perícia ele será remunerado pelo INSS devido à greve?

O Consultor em Previdência disse...

Daniel
Sim, o INSS é obrigado a pagar desde a data do pedido. Existe uma decisão judicial que obriga o INSS a conceder o benefício caso a perícia demore mais de 45 dias, veja isso na agência onde pediu o benefício.

Faça uma DOAÇÃO e Ajude a manter este Portal

Lidiane Paiva disse...

Boa noite meu esposo sofreu um acidente,dei entrada no auxílio doença dia 23/12/15,por causa da greve ,foi marcada a perícia pro dia 21/03/16,olhei o extrato pela internet o valor a receber e referente só o mês de março 2016.Gostaria de saber se o Inss paga deste o dia da entrada?
Outra pergunta:ele recebendo o benefício tem q pagar como autônomo?

O Consultor em Previdência disse...

Lidiane
Os atrasados são pagos junto com o mês atual, não pode pagar no período que estiver em benefício.
QUERO DOAR R$ 20,00

DJ MillS disse...

estou afaztado com cid f32.2 previsao de retorno dia 15 deste mes...fiz pedido de prorogaçao data marcada 06 deste mesmo mes..mas tenho consulta com o medico dia 11 deste mes (04) a algum problema em aarecer para a pericia sem o laudo medico ja que a data da pericia é antes do dia da consulta? obs;; unica data alem dessa seria pra mes (05) passando assim da data de retor ao trabalho..saberia me dizer o que poderia levar para nao perder o beneficio ja que ainda estou em tratamento...

Marcos T disse...

Bom dia,

Meu pai é aposentado, porém continua trabalhando e contribuindo para a previdencia. Infelizmente, teve que fazer uma cirurgia para retirada de um cancer recentemente. Como passou dos 15 dias, a empresa o encaminhou para o INSS para perícia no dia 10/05/16. Minha dúvida é se ele terá direito ao auxilio-doença, mesmo sendo aposentado. E se sim, como devo proceder ?

Obrigada,

email: cinthiamts@hotmail.com

O Consultor em Previdência disse...

Tem que ir na perícia, mesmo sem esse laudo, pois os peritos nem olham esse tipo de documento o que vale é como está de saúde nesse dia.
QUERO DOAR R$ 10,00

O Consultor em Previdência disse...

Marcos
Se ele é aposentado do INSS não tem mais direito, nem adianta fazer o pedido. Vai ter que ficar com o valor da aposentadoria.
QUERO DOAR R$ 10,00

Daniel Carbone disse...

Consultor ja fiz a pergunta mas ainda não entendi, me perdoe.
meu ultimo dia de trabalho sendo em novembro e minha pericia so sendo marcada pra maio, como faço pra receber esses valores do periodo que fico esperando a perícia? Eles depositam automaticamente ou tenho que mover alguma ação judicial??

O Consultor em Previdência disse...

Daniel
Depois que fizer a perícia o valor dos atrasados é pago.
QUERO DOAR R$ 20,00

Edi disse...

Olá consultor estou com um problema gostaria se possível da sua ajuda ,me afastei do trabalho dia 27/01/2016 devido a um acidente de trajeto onde sofri uma fratura .Ganhei os 15 dias atestado porem para recuperação precisei ir a INSS. Então no dia 11/02/2016 fui encaminhado ao mesmo pelo médico da empresa. A empresa por erro RH me pagou 16 e não 15 dias...porem ao retornar ao trabalho dia 27/04/2016 após alta medica do perito do INSS e do medico empresa, Fui ao RH e a moça falou que havia tido um engano perante aos valores pagos referente ao mês 02/2016 segundo ela foi pago o valor do mês inteiro deste mês e não apenas os 11 dias que seria o período ainda de validade do atestado. O pior que para meu espanto após ir ao banco e pedir relatório referente ao mês realmente o valor do mês cheio foi depositado, mas por correria e prejuízos que o acidente gerou nem percebi que havia acontecido. O fato e que irei receber do INSS somente dia 03/05/2016 mas devido ao acumulo dividas nesse período e a média de 30% a menos devido ao novo calculo o que irá vir no beneficio mal conseguirei reorganizar minhas contas.
A grande duvida é o INSS 9% foi descontado integralmente do salário mesmo eu estando já no INSS (já que me pagaram como estivesse trabalhando).
A empresa quer o ressarcimento da diferença até ai tudo bem "mas ficou evidente erro de RH" apesar de não assumirem e inventarem desculpas.
Depois de tantos gastos não conseguirei repor a diferença de imediato irá demorar um tempo até alinhar as contas.
Tenho algum Direito ou alguma lei que os obrigue a dar parcelamento desse valor?
O que faço com os 9% descontados mesmo eu estando já no INSS?

Desculpe o texto longo...e obrigado desde já !

Consultor Previdenciário disse...

Edi
Pode pedir que a empresa parcele a dívida, não há nenhuma lei obrigando, mas a empresa pode aceitar.

marcia vieira disse...

Boa noite!
Meu nome é Márcia fiz uma cirurgia de histerectomia, onde a minha médica me deu um atestado de 11 dias e outro de 15 dias,estou de alta dia 12/05/2016 e a perícia está marcada para o dia 08/08/2016.
A empresa não aceita meu retorno antes da percia.
Irei receber todos estes dias? Entrada no inSS dia 28/04/2016. Posso cancelar a perícia e voltar a trabalhar?

Obrigada

Tanathan Mello disse...

Olha,tudo bem
fui afastado pelo medico do inss desde o dia 08\04 hoje fui ao banco para receber com a carta de concessao ok passado ja esse trintas dias desde o dia dado pelos medico eu axei que estava no direito de ir receber,mais chegando la me disseram q eu poderia receber apenas dia 17\05
e q meu salario de 1750 eu vo receber apenas 1,059
minha duvida eh se essas datas estao corretas se ha algum erro
obrigado

Consultor Previdenciário disse...

Marcia
Vai receber todo o período, porém somente depois que fizer a perícia.

Consultor Previdenciário disse...

Tanathan
Depende de quando fez a perícia, pois o crédito demora 15 dias para ir ao banco.

Confecções Ágape disse...

Meu marido entrou com pedido de recurso na data de hoje junto ao INSS por ter o PP e PR indeferidos, ele esta se recuperando de uma cirurgia e não tem condições de voltar a exercer suas funções, faz fisioterapia todos os dias, mesmo assim o INSS o achou apto ao trabalho, o laudo do médico dele pedia afastamento de 120 dias, gostaria de saber se o recurso demora muito tempo para ser julgado, tendo em vista que desde o dia 27/04/2016 o beneficio esta suspenso. obrigada

Consultor Previdenciário disse...

Demora sim, pode ter que esperar até 6 meses.


TRABALHO VOLUNTÁRIO MERECE INCENTIVO

Tainá Marques disse...

Boa tarde!
O meu caso é seguinte: Fiz um transplante de córneas e fiquei recebendo o auxílio doença durante 10 meses. Em dezembro/15 fui liberada pela perícia, mas em março/15 constataram que teria que fazer mais uma cirurgia (que será feita no próximo dia 18/05. Nesse tempo de dezembro até hoje não fiz o pagamento da contribuição pois estava tentando recorrer a perícia porque não estou apta para voltar ao trabalho. Nesse caso o que eu devo fazer para assim que fizer essa segunda cirurgia continue recebendo o auxílio doença? Devo pagar as parcelas de dezembro/14 a abril/15? Devo ir no INSS? Aguardar a nova perícia?

Aguardo, e agradeço desde já.

Consultor Previdenciário disse...

Tainá
Não adianta pagar atrasados que o INSS não aceita, teria que ter pago ao menos 4 parcelas, sem atraso, para recuperar a qualidade.

TRABALHO VOLUNTÁRIO MERECE INCENTIVO

Dirlley disse...

Boa tarde! O auxilio doença do meu pai foi indeferido por falta de carência, ele não contribui nos últimos 12 meses, porém é contribuinte. Caso comece a recolher novamente, terá direito ao auxilio?

Consultor Previdenciário disse...

Dirlley
Por essa doença não adianta voltar a pagar que o INSS não considera.

TRABALHO VOLUNTÁRIO MERECE INCENTIVO

José Fábio Alves da Silva disse...

Olá, tenho 8 anos na empresa e fiz uma cirurgia de hernia umbilical,
mas o médico me deu um atestado de apenas 15 dias.
Posso dar entrada no INSS e requerer o auxilio doença?

Agradecido,

Fabio

Consultor Previdenciário disse...

Jose
Não pode, 15 dias é a empresa que paga.

VOU FAZER UMA DOAÇÃO

Gabriel Quione disse...

Boa noite,meu auxílio saiu errado e tive que pedir revisão de aux. Doença 31 , para acidentário 91, mas não obtive retorno do INSS. Minha dúvida voltando ao trabalho posso ser demitida?Pois o doença é um mês de estabilidade e acidentário 2 ano, mas a própria empresa fez a cat.
Obrigada.

Consultor Previdenciário disse...

Gabriel

Se a empresa emitiu e registrou a CAT não pode demitir, só seus números não estão certo, não há garantia de emprego no auxílio-doença e no auxílio-doença por acidente de trabalho há garantia de emprego por um ano a contar da volta.
VOU FAZER UMA DOAÇÃO

victor Dias disse...

Bom meu nome é cassia meu auxílio doença foi requerido 13/05/2016 minha perícia foi concedida dia 30/05/2016 e meu benefício foi aceito e fui consulta a carta de concessão e lá estava escrito q eu irei receber todo 1 dia ultil será q já recebo esse mês de junho ou só julho

Consultor Previdenciário disse...

Victor
Vai receber mas somente daqui uns 15 dias.