sexta-feira, 15 de novembro de 2013

Como é feito o cálculo da renda mensal nos benefícios do INSS.

INSS, Previdência, Renda Mensal, Benefícios, Cálculo

A maioria dos segurados do INSS não tem conhecimento de quanto será sua renda mensal caso venha a requerer algum benefício. Quando o benefício é concedido a grande expectativa é quanto irão receber pelo INSS. É importante salientar que a renda mensal a ser paga pelo INSS não tem nenhuma relação com a renda ou valor contribuído na atualidade, tanto pode ser menor quanto pode ser maior.

O cálculo da renda mensal dos benefícios do INSS é feito pela média das contribuições feitas a contar de 07/94, ou da data em que iniciou a contribuir, caso tenha iniciado após essa data, até o mês anterior ao mês em que o benefício começará a ser pago. Se o segurado requereu o benefício em novembro, de qualquer ano, o cálculo irá utilizar a contribuição que fez até o mês outubro. O que vale no cálculo da média das contribuições é quanto foi recolhido, pois há casos em que o empregado recebe um valor maior, por fora, e a empresa recolhe um valor menor, nesse caso é o valor recolhido que será usado.

Para efetuar o cálculo são utilizadas 80% das contribuições feitas entre 07/94 até o mês anterior ao pedido, selecionadas pelas maiores. Nesse caso 20% do total contribuído será desprezado do cálculo. Um fato importante é que para quem não tem um total de contribuições, no período acima, que seja igual ou maior que 60% do total de meses, do período acima, o cálculo da média será feito pela soma de todas as contribuições dividas pelo número de 60% do período. Por exemplo, de 07/94 até 12/2009 há um período de 186 meses, 60% desse total resulta em 111. Quem tiver menos que 111 contribuições o divisor vai ser esse número. Antes de serem escolhidas as contribuições são atualizadas uma a uma.

INSS, Previdência, Renda Mensal, Benefícios, Cálculo


Na imagem acima fiz uma simulação de cálculo com alguns meses, utilizei 20 contribuições para facilitar a demonstração, trata-se de uma alegoria, pois seria impossível fazer um cálculo real para demonstrar como feito. Veja que os valores foram atualizados e as contribuições em vermelho são as que foram desprezadas. Para fazer a média utilizei 80% do total, ou seja, as 16 contribuições de maior valor após a devida atualização. A média encontrada foi de R$ 1.275,75.

A média encontrada é chamada de salário de benefício, mas não é esse valor que é pago em todos os benefícios. O valor da renda mensal é assim encontrado:

- Benefício de auxílio-doença: É pago 91% da média. No exemplo da imagem seria R$ 1.138,18 que corresponde a 91% da média de R$ 1.250,75. Veja um exemplo de cálculo simulado neste link.

- Benefício de aposentadoria por invalidez: É pago 100% da média, ou seja, no exemplo R$ 1.250,75.

- Benefício de aposentadoria por idade: É pago 70% mais 1% por ano de contribuição. Considerando a carência mínima de 15 anos a renda mínima será de 85% da média, ou seja, no exemplo R$ 1.063,13. Se o segurado tiver a idade mínima e 30 anos de contribuição fica com 100% da média. Veja um exemplo de cálculo simulado neste link.

- Benefício de aposentadoria por tempo de contribuição: É pago 100% da média multiplicada pelo fator previdenciário que varia de acordo com a idade do segurado. Quanto mais jovem maior é a perda. Veja um exemplo de cálculo simulado neste link.

Caso queira pode fazer uma simulação de quanto seria sua renda mensal em um determinado benefício, para fazer terá que ter o valor das suas contribuições desde 07/94, ou desde quando iniciou a contribuir, para lançar no sistema da Previdência, veja como fazer lendo este artigo: Simule sua renda no INSS.

Se gostou do post subscreva nosso FEED. 
Cópia não permitida - www.aposentadorias.net 
Compartilhar 
Conheça o Fórum do Consultor

Fórum do Consultor. Pergunte sobre os benefícios do INSS

12 comentários:

Yara Cofani disse...

Aposentei me com 51 anos e 11 meses e 30 anos de contrinuicoes. Perdi cerca de 40% do beneficio devido esse maldito fatorPosso e partir de quando poderei pedir revisao fo mei beneficio? Busco emprego para aumentar minha renda, pois o beneficio nao supre minhas necessidades. Se eu voltar a trabalhar e contribuir mesmo aposentada, poderei recorrer tambem para a revisao do beneficio? Grata pela orientacao.

Catarino Alves disse...

Yara
Não tem como pedir revisão e se voltar a trabalhar também não pode pedir revisão. Existe uma discussão sobre isso, mas é preciso aguardar a decisão do supremo tribunal federal.

phelipe Machado disse...

Bom dia,precisei me afastar do trabalho após um acidente de moto, mais nada haver com o trabalho.contribuo com INSS desde de fevereiro de 2006,e sofri o acidente em 15/03/2014, meu salario atual é R$1164.00...
Qual o valor q devo receber do INSS mais ou menos?

Catarino Alves disse...

Phelipe
Isso não tem como saber, leia o artigo que entenderá.

Cristiano M Pereira disse...

Bom dia, eu tenho 35 anos, com 21 anos de contribuição, fui demitido à 7 meses, e vou reiniciar as contribuições esse mês, atualmente não tenho como comprovar renda.
a) Acredito que eu devo contribuir como (1406 – contribuinte facultativo mensal), estou certo ?
b) Ao longo desses 21 anos de contribuições, foi descontado de meu holerite para o INSS valores entre R$300 a R$460.
Seu eu contribuir agora o tempo restante com base no salário mínimo, isso afetará significamente o valor da minha aposentadoria ? Ou terei que contribuir com valores maiores, para manter a média dos 21 anos iniciais ?

Catarino Alves disse...

Cristiano. Se pagar todo o tempo que resta pelo mínimo vai diminuir a média, leia o artigo que vai entender.

Rosemary Bella Cruz De Moura disse...

Boa tarde Catarino, dei entrada no loas pro meu filho,mais ainda da como beneficio habilitado quanto tempo demora para ser concedido entrei dia 6 de novembro.Obrigada Rosemary

Catarino Alves disse...

Rosemary
O INSS considera ótimo quando demora 45 dias para conceder, mas não há garantia de que seja feito nesse prazo.

Gnetnicolau disse...

Catarino Alves, boa noite tudo bem?
O INSS, tem como base o calculo feito pela Contadoria judicial ou elabora o calculo ou seja se a contadoria incorrer em erro ao efetuar ou calculo, pode o INSS fazer da forma correta?

Catarino Alves disse...

Que cálculo?

Gnetnicolau disse...

Boa noite Catarino?
É o calculo da RMI da atividade principal e secundaria, gostaria de saber se o INSS tem sua própria forma de calculo ou seguira/cumprira o feito pela contadoria judicial?

Catarino Alves disse...

Processos judicias dependem da sentença e quando há cálculos quem faz é a procuradoria, o INSS só cumpre.

Postar um comentário

Caso tenha dúvida faça sua pergunta, utilize o FÓRUM DO CONSULTOR.
Ajude a divulgar o artigo indicando no Google+

ARTIGOS EM DESTAQUE

Artigos mais acessados

 
Copyright © Benefícios da Previdência - Todos os direitos reservados.
Imagem header crédito: stock.xchng - Template Minima de Douglas Bowman - Design por Linketal.com