QUERO DOAR R$ 20,00

quinta-feira, 29 de agosto de 2013

// // Leave a Comment

Como calcular juros e multa para contribuição paga a menor.

Como calcular juros e multa para contribuição paga a menor.
O salário-mínimo é alterado todos os anos no mês de janeiro, assim a contribuição mínima à Previdência também muda nesse mês. Os contribuintes que recolhem com guia GPS precisam pagar com o novo valor a competência janeiro, que é paga até 15 de fevereiro. Neste ano o salário-mínimo foi reajustado de R$ 622,00 para R$ 678,00. Quem paga 20% pagava R$ 124,40 e tinha que passar a pagar R$ 135,60.

Muitas pessoas esquecem-se desse fato e seguem pagando o valor antigo, quando se dão conta disso querem pagar a diferença e encontram dificuldade para calcular juros e multa que devem reajustar o valor que deixaram de pagar. A dificuldade se dá uma vez que o site da Previdência só aceita fazer o cálculo com o valor total, como se não tivesse pago valor algum.

Para resolver esse problema é bem simples, vá ao site da Previdência, escolha a opção apropriada, (Para contribuintes filiados a partir de 29/11/1999 ou Para contribuintesfiliados antes de 29/11/1999) e faça o cálculo do mês que pagou a menor como se não tivesse pago nada. No exemplo abaixo explico como fiz o cálculo para encontrar o valor que teria pago a menor na competência 01/2013 para pagamento em 11.04.2013. Lembre-se que os juros e multa são calculados por dia.

- Digamos que você tinha que pagar o valor de R$ 135,60 (20% de 678,00) relativo a competência janeiro de 2013 e pagou o valor de R$ 124,40 (20%  de 622,00). A diferença não paga foi de R$ 11,20. Fiz o cálculo hoje (cada dia tem um valor diferente) e encontrei o valor de R$ 161,41. Peguei o valor 161,41 dividi por 135,60 e encontrei o percentual de 1,1903. Para encontrar o valor a pagar multipliquei a diferença não paga (11,20) por 1,1903 e encontrei o valor de 13,33. Esse valor dever ser preenchido em uma nova guia com a mesma competência paga a menor, no caso deste exemplo é 01/2013.

Caso o contribuinte pague 11% ou 5% o valor da diferença será menor que dez reais e, por isso, não poderá pagar em guia a parte, terá que calcular o valor atualizado (igual ao exemplo acima) e acrescentar o valor encontrado ao valor da próxima competência que for pagar e quitar a guia normalmente. Quando for pedir um benefício o INSS irá aceitar o pagamento normalmente.

O cálculo acima é bem simples, é uma aplicação para a regra de três, estou explicando por ter recebido muitas perguntas de como encontrar o valor a pagar e fica mais fácil fazendo um exemplo prático. 


Se gostou do post subscreva nosso FEED. 
Cópia não permitida - www.aposentadorias.net 
Compartilhar 
Conheça o Fórum do Consultor
Fórum do Consultor. Pergunte sobre os benefícios do INSS

0 comentários: