QUERO DOAR R$ 20,00

sexta-feira, 11 de setembro de 2009

// // 7 comments

A gripe A e as mulheres grávidas.

A gripe A e as mulheres grávidas.
A gripe A atingiu com maior risco de morte as mulheres grávidas. Para diminuir esse risco o Ministério da Saúde recomendou que as empresas afastassem do trabalho as empregadas nessa situação.

As mulheres grávidas, afastadas do trabalho, acreditaram que teriam direito ao benefício de auxílio-doença pago pelo INSS. O INSS comunicou suas agências que todos os pedidos, feitos por mulheres grávidas que não apresentem incapacidade para o trabalho, devem ser negados. Não há previsão legal para obter o benefício na ausência de incapacidade. Somente obterá benefício aquelas que comprovarem, por perícia médica, que estão incapacitadas para o trabalho.

No caso de mulheres grávidas que estão com a gripe A comprovada por exames e atestados não devem comparecer às agências, terão seus pedidos aprovados mediante a apresentação dos documentos.

As empresas devem analisar o grau de risco e trocar de função àquelas que têm contato com público. As que precisarem ficar afastada terão o ônus suportado pelas próprias empresas.


Faça seu comentário e apareça no rol dos comentadores.
Se gostou do post subscreva nosso FEED.
Cópia não permitida -  www.aposentadorias.net

Top Blogs

7 comentários:

LISON disse...

Suadações!
AMIGO CATARINO,
Sua explanação é de fundamental importância a todas as senhoras que contrairam a bendita gripe!
Parabéns pelo Post!
Abraços!
LISON.

Sonia Regly disse...

Catarino,
Assim vamos aprendendo sobre essa gripe estranha e que nos causa pavor,pois ainda é nova e suspeita.

arte-e-manhas.com disse...

As grávidas são um grupo de risco e as empresas devem tomar providencias especiais em relação a elas. Vamos ver se cumprem.

Abraços
Luísa

Anônimo disse...

LUISA- bom dia! aproximadamente 9 meses montei uma pequena empresa de costura, pago todos os meus impostos desde entao. Mas infelizmente descobri que sou portadora do virus do HIV, so que isso nao me impediu de continuar trabalhando apenas a pouco que começei a sentir dores musculares horriveis, incluise tomo remedios fortissimos, meu medico diagnosticou como fibromialgia. Gostaria de saber se posso pedir o auxilio doença, enquanto faço meu tratamento?

Catarino disse...

Luisa
Sim você pode pedir o benefício, pois HIV é doença isenta de carência.

Consultor

Anônimo disse...

DR.CATARINO, EXISTE JURISPRUDENCIA, PARA TRANSFORMAÇAO DA APOSENTADORIA PROPORCIONAL PARA A INTEGRAL ? MUITO GRATO M A I A, associacao-ba@ig.com.br

Anônimo disse...

Dr, Catarino, Boa tarde.
Me chamo Luciana, e preciso muito tirar uma dúvida que os próprios atentendes do 135 não conseguem entrar em acordo.

Se possível, por favor me passe a resposta por e-mail, poruqe eu já havia postado anteriormente e não consegui localizar a resposta.
luteixeira_rj@hotmail.com

Bom, vamos ao caso:

Entrei de licença médica no dia 8 de junho de 2010 por tendinite, e no dia 23 do mesmo mês,liguei para o 135, e a minha pericia ficou marcada para o dia 19 de julho. Ao comparecer ao local da pericia, me deparei com os médicos em greve, e remarcaram novamente para o dia 08 de setembro.
A minha dúvida é a seguinte.
Segundo a lei, a empresa é responsável pelos primeiros 15 dias, e a partir do 16º é responsabilidade do INSS.
Segundo os atendentes do 135,, mesmo a lei dizendo isso, eu só recebo os quase 3 meses que estou sem trabalhar caso o perito me conceda o benefício.
Seria minha primeira perícia.


Por favor me tire essa dúvida.
Não tenho mais a quem recorrer.